Notícia : : : : . . . . . . . . . . . . .
O 1° encontro Rede Juventude Cidadã foi um sucesso! Confira!

Fórum : : : : . . . . . . . . . . . . .

CADASTRE_SE na Rede!

Faça parte da Rede Juventude Cidadã no YAHOOGROUPS!

Artigos : : : : . . . . . . . . . . . . .

"Sacanagem"
Por: Vanderlei Martinelli

O Trabalho Infantil em Goiânia
Antônio Santiago (Goiânia - GO)
Publicado em 18/10/2005

Oportunidade : : : : . . . . . . . .
UMA GRANDE OPORTUNIDADE
Conheça o Programa Estágio Via Brasil.

O NUBE –
Núcleo Brasileiro de Estágios
Realidade é nacional

A difícil realidade do mercado de trabalho para os jovens é semelhante no restante do Brasil. O estudo "Juventude brasileira e Democracia", publicado em 2005 pelo Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), ouviu oito mil jovens brasileiros, entre 15 e 24 anos, e apontou que 27% desses não trabalham e nem estudam. O levantamento foi feito nas regiões metropolitanas de Belém, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo e ainda no Distrito Federal.

O Ibase levantou também, através de grupos de diálogos, que o fator mais preocupante para o jovem em relação ao trabalho é o "restrito número de oportunidade". Conseguir o primeiro emprego é "o principal desafio". Em geral, a juventude brasileira culpa governos e empresas pela crise no mercado de trabalho, ou seja, existe uma percepção de que faltam políticas públicas na área de geração de emprego e renda.

A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresenta um quadro próximo ao detectado pelo Ibase. Feita nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte Salvador e Recife, a PME expõe que 23% da população (1,7 milhão de pessoas) entre 16 e 24 anos não estuda e muito menos trabalha. Entre os 1,7 milhão, 67% (ou 1,1 milhão de jovens) nem chegaram a buscar uma ocupação do mês de referência do levantamento. (OS)


Fonte: No Olhar / O Povo
http://www.noolhar.com/opovo/economian/572495.html

 

© Rede Juventude Cidadã 2005