Notícia : : : : . . . . . . . . . . . . .
O 1° encontro Rede Juventude Cidadã foi um sucesso! Confira!

Fórum : : : : . . . . . . . . . . . . .

CADASTRE_SE na Rede!

Faça parte da Rede Juventude Cidadã no YAHOOGROUPS!

Artigos : : : : . . . . . . . . . . . . .

"Sacanagem"
Por: Vanderlei Martinelli

O Trabalho Infantil em Goiânia
Antônio Santiago (Goiânia - GO)
Publicado em 18/10/2005

Oportunidade : : : : . . . . . . . .
UMA GRANDE OPORTUNIDADE
Conheça o Programa Estágio Via Brasil.

O NUBE –
Núcleo Brasileiro de Estágios

Fórum Mundial de Educação reunirá na Baixada Fluminense representantes de 100 países

Discutir como projetos inovadores podem melhorar a educação no mundo será um dos objetivos da edição temática brasileira do Fórum Mundial de Educação, que acontecerá em março na cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Com o tema "Educação Cidadã para uma Cidade Educadora", representantes de cerca de 100 países vão trocar experiências, informou o secretário executivo do Fórum, Pierre Roy.

"No Brasil, é claro, não podemos deixar de falar da pedagogia libertadora de Paulo Freire. Debater como ela inspirou a tentativa de Darcy Ribeiro de construir uma escola modelo no Rio, através dos CIEPs (Centros Integrados de Educação Pública), e a metodologia de alfabetização de adultos na Nicarágua".

Segundo Roy, projetos de prefeituras da Baixada Fluminense, baseados na metodologia de Paulo Freire, também terão destaque no fórum. "O município de Queimados, por exemplo, trabalha a educação junto com o esporte, visando a melhorar o desempenho dos alunos em matemática, a partir do desenvolvimento da capacidade de concentração que o esporte proporciona", disse.

Já com relação aos projetos internacionais, um dos destaques será o Movimento de Educadores Populares de Cuba. Segundo Salete Valesan, do Conselho Internacional do Fórum, a proposta do grupo cubano é de desenvolver uma educação gratuita, mas não ligada ao Estado. Já a Venezuela apresentará uma iniciativa governamental. "É o Projeto das Missões, que inclui cultura e saúde no processo da educação".

Cerca de 15 mil pessoas, entre educadores, representantes da sociedade civil e de governos, deverão participar das conferências e oficinas dessa edição temática do fórum. Os eventos ocorrerão em 280 pontos de Nova Iguaçu, "cidade vítima da violência, num fórum que vai apresentar trabalhos que utilizam a educação como forma de combater essa violência, informou Salete Valesan.

A chacina da Baixada ocorreu em março do ano passado, quando 29 pessoas foram mortas em vários pontos dos municípios de Nova Iguaçu e Queimados. Em maio, 11 policiais militares tiveram a prisão preventiva decretada por suposta participação no crime.
Fonte: Diario Vermelho

 

© Rede Juventude Cidadã 2005